Como sair do Piloto automático e a prática do Mindfulness

Mindfulness é caracterizada por um tipo de concentração, onde direcionamos todo nosso campo atencional para a vivência do momento, ignorando todos os estímulos exteriores e focando nas sensações e sentimentos atuais sem ser obsorvidos por eles.

É caracterizado como uma forma específica de atenção plena. E vem sendo abordado como uma técnica eficiente nas práticas da Psicologia Cognitivo comportamental.

Esta técnica tem sido promissora em casos de Transtorno de ansiedade Generalizada (TAG).

Em sua prática, o Mindfulnees permite que o sujeito intencionalmente se concentre no momento atual, sem julgamentos, vivendo exatamente as sensações e sentimentos acerca do momento. Significa, praticamente aceitar todos os sentimentos, sensações e pensamentos como legítimos. Sem caracterizá-los como positivos ou negativos, e sim exatamente como são. Sem referencias ao futuro e racionalizações que costumam automaticamente tratar algumas situações de forma desproporcional.

A grande proposta do Mindfulness é nos tirar do “Piloto automático” e desconstruir situações e respostas automáticas.

Durante nossas vivencias do dia a dia, tentamos nos esquivar de situações e sentimentos negativos. Esta é uma medida protetiva, com o objetivo de nos sentirmos “bem”. É importante destacar que esta estratégia de evitar aspectos negativos imediatos, facilita o declínio da saúde mental, pois nos levam a uma atenção seletiva para tais conteúdos. Evitando então situações e sentimentos que deveriam ser enfrentados. Quando tais sensações e sentimentos são evitados, eles se tornam cada vez mais insistentes. Quanto mais evitados, mais se sentirá. Este processo automático, justifica a eficiência do Mindfulness, pois sua pratica reduz este processo automático.

Para se ter contato com esta técnica, segue abaixo um pequeno exercício de Mindfulnees:

  • Reserve 30 segundos para cada um dos seguintes passos;
Faça isso 3 vezes ao dia;

  • 1- Pare no meio de alguma atividade cotidiana. Traga a atenção para a sua respiração, nas sensações em volta do seu estomago, a maneira que ele infla quando inspiramos, a sua volta a posição original quando expiramos.

  • 2- Sinta as sensações corporais que ocorrem nesse momento, tensões musculares, dores, qualquer sensação e não tente modifica-la, apenas tome nota da sua sensação.

  • 3- Tome nota das sensações que você esteja experienciando, por exemplo: “Estou agitado” ou “Há agitação”. Não tente modifica-la, aceite-a.

  • 4- Traga a sua atenção ao seu corpo, às sensações e como você esta as experienciando. Conecte-se com elas, sem julgar ou comentar e apenas respire com elas. Permita-se apenas estar e relaxar com qualquer coisa que esteja presente.

SAIBA MAIS SOBRE O MINDFULNESS LENDO OS ARTIGOS ABAIXO:

RECEBA OS TEXTOS E ARTIGOS

2020-07-13T15:17:48-03:00
Neuropsicóloga - CRP: 04/32975 Especialista em Terapia Cognitivo Comportamental

Deixe uma resposta